SHOW SIDEBAR
Papo de CEO: Você está vivendo em uma prisão digital?

2020 foi um ano de muitos acontecimentos no mundo, o que obrigou muitas pessoas a adaptarem suas vidas para prevenir sua vida e da comunidade onde vive. Começamos a viver em uma nova era, onde todas as pessoas vivem o digital, seja trabalhando, pedindo comida, fazendo compras no mercado, ou simplesmente se relacionando e se divertindo em evento e jogos, tudo no ambiente online.

O aumento do digital está influenciando nossa vida, de forma positiva, através das facilidades que oferece afinal, tudo o que uma pessoa precisa está a um clique de distância. Contudo, a digitalização também traz aspectos negativos, e eles são fortes quando se trabalha diretamente com a internet.

No meu círculo social, vejo constantemente pessoas trabalhando excessivamente para conseguir manter demandas atualizadas, pessoas executando várias demandas ao mesmo tempo por não ter equipe suficiente para suprir a demanda de trabalho. E muitas vezes, isso é somado ao cenário delicado na economia mundial, que causa incerteza sobre ter um emprego no mês que vem. Essas preocupações e excesso de trabalho resulta em profissionais cada vez mais exaustos e sobrecarregados.

Além disso, muitos desses profissionais não conseguem se desconectar do trabalho por sempre estarem online, é o fenômeno chamado “Always On”, onde um fator simples como a notificação em seu celular te impede de se desligar do trabalho. Começa com um impulso simples que querer ajudar, de estar sempre disponível para resolver problemas e isso acaba se tornando um habito prejudicial à saúde do profissional. Isso porque, o Always On parece inofensivo e até divertido, mas com o passar do tempo pode avançar para um quadro de burnout.

O que aprendemos com isso é a necessidade de tomarmos consciência de nossos próprios limites, refletir sobre como estão sendo nossos dias, se tudo esta resumindo em bater metas e ser cada vez mais produtivo ou se há algum desfrute da vida, se existe tempo de qualidade na sua rotina.

Por que decidi escrever sobre esse tema? Simplesmente porque, de uns dias para cá, percebi que eu estava no modo “Always On”, e parei para perceber que minha esposa também estava, que meus amigos, clientes e parceiros também estavam. Em uma conversa com um dos meus clientes, ele me disse “estou vivendo isso e não consigo parar para pensar como estou aguentando.”.

Nós precisamos parar e pensar se a forma como estamos vivendo está sendo positiva ou se está apenas consumindo nosso tempo, saúde física e mental. Será que vale a pena passar tanto tempo online? Seja se divertindo ou trabalhando, ou apenas respondendo uma mensagem sobre o projeto que vai iniciar na quarta-feira que vem? Será que você não pode passar um fim de semana, ou suas horas livres sem pensar sobre o assunto, apenas aproveitando a companhia da sua família, amigos, fazendo alguma atividade que você goste ou alimentando um hobby que você tinha quando mais novo, mas que se perdeu ao decorrer do tempo pela loucura que sua rotina se tornou.

Pense em como você está levando a sua vida, procure ajuda de um profissional para te ajudar a lidar com o “Always on” e/ ou Bourn out, mas não deixa de viver uma vida incrível por estar preso digitalmente.

Vale a leitura

7 dicas para turbinar o checkout do seu e-commerce
7 dicas para turbinar o checkout do seu e-commerce
Melhorar a experiência de checkout no e-commerce é uma prática que todos os lojistas deveriam adotar, isso porque é t...
Saiba mais
A importância de ter busca inteligente em um e-commerce
A importância de ter busca inteligente em um e-commerce
Facilitar seu cliente a encontrar os produtos que procura é o primeiro passo para ter boas taxas de conversão, afinal...
Saiba mais
Como o uso de Business Intelligence aumenta a capacidade da sua loja virtual?
Como o uso de Business Intelligence aumenta a capacidade da sua loja virtual?
O uso de informações para influenciar a estratégia de um e-commerce é uma prática que vem sendo aprimorada, mas que a...
Saiba mais

Leave A Comment

Please note, comments must be approved before they are published