Testes de usabilidade: conheça 5 ótimas metodologias

Se você tem um e-commerce ou é responsável por esse tipo de plataforma em uma empresa, deve estar sempre atento às experiências que os usuários têm no site de compras. Afinal, se não houver esse cuidado e as informações não forem bem organizadas, as pessoas não vão conseguir comprar o que desejam, gerando prejuízos para a empresa. É por esse motivo que fazer testes de usabilidade é tão importante.

O design UX, sigla em inglês para User Experience, parte do pressuposto de que o layout de um site precisa ser feito a partir das experiências dos usuários. Por isso, convém realizar testes antes de lançar um novo e-commerce e também no decorrer da vida útil do site, para entender as reações que as pessoas têm ao fazerem o acesso, verificando dificuldades e corrigindo possíveis erros.

Mas como fazer um teste de usabilidade na prática? O que é necessário para isso? Para responder essas questões, listamos 5 ótimas metodologias que você pode colocar em prática no seu e-commerce. Acompanhe, nos tópicos a seguir!

1.Teste experimental

O teste experimental é o mais completo e rigoroso, no que se refere à usabilidade. Nessa metodologia, é preciso que seja formado um grupo que tenha entre 25 e 30 pessoas voluntárias, com diferentes idades, classes sociais, tipos de hábitos na internet, entre outras variáveis que você julgar interessante.

Como o teste funciona como um experimento científico, é preciso que ele seja embasado em hipóteses e ter relatórios confeccionados pelos participantes. Estes documentos devem ser convertidos em métricas e estatísticas.

Você deve solicitar ao grupo de pessoas que acessem o e-commerce, analisem os produtos e tentem finalizar uma compra. Todas as dificuldades devem ser relatadas por escrito e posteriormente avaliado. Outra ideia interessante é instalar nos computadores um programa que grave os movimentos de tela, para que se possa observar o passo a passo que cada membro do grupo seguiu para escolher um produto e finalizar uma compra.

2. Teste simplificado

Esse método, como o próprio nome sugere, é uma versão mais simplificada do teste experimental e é indicado para quando os gerentes do e-commerce já identificaram um possível problema no site, como a dificuldade de algumas pessoas encontrarem o botão que coloca os produtos no carrinho, por exemplo.

Assim, pode ser selecionado um grupo contendo entre 3 e 8 pessoas, que devem ser orientadas pelo pesquisador para que realizem uma tarefa em específico no site e após registrem as suas experiências por escrito.

3. Teste A/B

O teste A/B é um dos mais conhecidos na área do marketing e pode ser muito útil para avaliar a usabilidade de um e-commerce. O modelo se destaca pela simplicidade, resultados imediatos e baixo custo.

A ideia do teste é disponibilizar dois modelos de site, com pequenas alterações no layout. O botão de compra, por exemplo, pode ter cores diferentes ou ser posicionado em locais diferenciados em cada uma delas.

Assim, podem ser feitos testes intuitivos para saber em qual layout houve mais conversões em compras. Se mais pessoas clicarem em um botão vermelho do que em um azul, por exemplo, pode ser que a cor vermelha seja mais persuasiva para o seu tipo de negócio e assim ser escolhida como padrão.

Vale destacar que o botão de compra é apenas um exemplo e que qualquer outro item de um site de e-commerce pode ser testado pela metodologia A/B.

4. Teste SUS

SUS significa System Usability Scale ou, em português, escala de usabilidade do sistema. Trata-se de um questionário composto de 10 questões que devem ser respondidas pelo grupo de voluntários que faz parte da pesquisa.

O questionário deve trazer os seguintes itens para serem avaliados pelo participante.

  1. Eu acho que gostaria de usar este sistema frequentemente.
  2. Eu acho o sistema desnecessariamente complexo.
  3. Eu achei o sistema fácil de usar.
  4. Eu acho que precisaria de ajuda de uma pessoa com conhecimentos técnicos para usar o sistema.
  5. Eu acho que as várias funções do sistema estão muito bem integradas.
  6. Eu acho que o sistema apresenta muita inconsistência.
  7. Eu imagino que as pessoas aprenderão como usar esse sistema rapidamente.
  8. Eu achei o sistema atrapalhado de usar.
  9. Eu me senti confiante ao usar o sistema.
  10. Eu precisei aprender várias coisas novas antes de conseguir usar o sistema.

O sistema de respostas deve ser de 1 a 5, sendo que a 1 é “concordo totalmente” e a 5 “discordo totalmente”. Em seguida, deve feito o seguinte procedimento:

  • diminua 1 ponto das respostas dos itens ímpares do questionário;
  • calcule a quantidade de pontos dos itens pares diminuídas do valor de 5 (se a resposta for 3, por exemplo, deve ser feito o cálculo 5-3 = 2);
  • some todos os resultados dos 10 pontos e multiplique os resultados por 2,5.

O resultado calculado será a escala de usabilidade da sua loja virtual.

5. Entrevista em profundidade

Esse método é bem mais imersivo e tem um papel mais etnográfico, ou seja, exige mais a imersão do participante na área de convívio com o entrevistado. A ideia é que seja realizada uma entrevista bem detalhada com um usuário, realizando perguntas estratégicas após ele acessar o e-commerce.

Convém que a entrevista seja feita no local em que o usuário faria o acesso do site se fosse fazer as compras, para que haja uma maior conhecimento do pesquisador no processo como um todo. Os locais podem ser a casa do cliente, o seu local de trabalho etc. Também é importante avaliar acessos feitos em diferentes dispositivos mobile, como em notebooks, smartphones, tablets, entre outros.

Fazer testes de usabilidade é muito útil para os gerentes de e-commerce, pois assim é possível perceber como os clientes percebem o site e corrigir possíveis falhas que podem impedir que compras sejam feitas.

Aumentar as vendas do e-commerce é algo desafiador, mas que deve ter um trabalho contínuo. Para entender mais sobre o assunto e garantir o sucesso do seu negócio, recomendamos a leitura de nosso artigo “Checklist: como aumentar a conversão da sua loja virtual”. Temos certeza de que será muito útil para você.

O post Testes de usabilidade: conheça 5 ótimas metodologias apareceu primeiro em Blog Codeby.

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados